2. COVID-19 - Recomendações para a população

De acordo com a decisão da OFSP, a gestão da epidemia visa agora proteger as pessoas particularmente vulneráveis e preservar o sistema de saúde que deve prioritariamente tratar os casos graves. Assim, a população no seu conjunto, é chamada a continuar a aplicar as recomendações gerais em matéria de higiene e de regras de comportamento, a fim de evitar a contaminação ou a contaminação de outros.

Medidas gerais de higiene

No quotidiano, cada um deve observar as medidas de higiene de base, a saber:

  • Lavar regularmente as mãos com água e sabão ou com uma solução hidroalcoólica.
  • Evite o aperto de mãos, abraços e respeitar uma distância suficiente (cerca de 2m) com seus interlocutores.
  • Evite tocar nos olhos, nariz e boca.
  • Tossir e espirrar num lenço de papel.
  • Após a utilização, deitar os lenços de papel no lixo e lavar cuidadosamente as mãos com água e sabão ou com uma solução hidroalcoólica.
  • Tossir e espirrar no cotovelo sem um lenço de papel.

 

 

Comportamentos a adoptar para evitar o contágio

Na actual situação de propagação do vírus, e para além das medidas de higiene, recomenda-se:

  • Manter uma distância de segurança de cerca de 2 metros entre as pessoas para se proteger do coronavírus.
  • Manter uma distância de segurança especialmente com as pessoas vulneráveis, a fim de as proteger.


Para as pessoas vulneráveis, as consequências da doença COVID-19 podem ser graves.

 

Comportamentos a adoptar em caso de sintomas

Não é uma pessoa vulnerável, é saudável e tem menos de 65 anos, se tiver sintomas:

  • Ficar em casa até 24 horas após o fim dos sintomas (auto-isolamento)
  • Não chame um médico a não ser que o seu estado de saúde o exija, ou seja, em caso de dificuldades respiratórias.
  • Informar os contatos próximos (vivendo sobre o mesmo teto, relações íntimas) a estar atentos ao seu estado de saúde e a isolar-se logo que surjam sintomas.

As pessoas com sintomas – mas que não são vulneráveis e não necessitam de assistência médica– já não são testadas sistematicamente. Os testes de rastreio ao coronavírus são apenas para pessoas vulneraveis.

 

Conselhos aos viajantes

Actualmente, não é aconselhável viajar para destinos de risco em quarentena. Antes de uma viagem, informe-se junto da embaixada ou do consulado do país de destino sobre as medidas preconizadas.

Para viagens a regiões do mundo onde o COVID-19 se desenvolveu, o OFSP recomenda:

  • Aplicar boas medidas de higiene pessoal, incluindo lavar as mãos regularmente.
  • Os viajantes que regressam de países em risco com problemas respiratórios ou sintomas de doença devem consultar um médico e comunicar-lhe a sua viagem ao estrangeiro.

As medidas a tomar figuram no sítio de conselhos para os viajantes em francês www.safetravel.ch

 

 

 

 

Avez-vous un commentaire sur cette page?